Nota de solidariedade aos Médicos Sem Fronteiras

médicos-sem-fronteiras
No último sábado, 3 de outubro, o centro de tratamento de traumas da organização Médicos Sem Fronteiras em Kunduz (Afeganistão) foi deliberada e violentamente bombardeado pelas forças militares estadunidenses, que ocupam o país asiático desde 2001. No ataque, doze profissionais da MSF e dez pacientes foram mortos; 37 pessoas ficaram feridas. A organização Médicos Sem Fronteiras...
Leia mais